sábado, 12 de maio de 2012

A Pessoa do Espírito Santo






Introdução:



O estudo teológico sobre o Espírito Santo chamado de Pneumatologia, procedentes de dois termos gregos: “Pneuma” sig. Espírito; “hagios” sig santo; e “logia”sig. Estudo ciência.

A terminologia da palavra não pode nos fornecer muito na investigação sobre este tema, no entanto estudaremos sobre o Espírito Santo no tocante a sua natureza divina de acordo com que é apresentado nas Escrituras Sagradas.



1.    A personalidade do Espírito Santo:



Há quem ensine erradamente que o Espírito Santo não é uma pessoa, mais uma mera energia imperceptível, um mero poder impessoal, um atributo etc. Ignorando que Ele uma pessoa dotada  de personalidade própria  e Divindade.



Obs. Se o Espírito santo não é uma pessoa mais uma mera força ou poder de Deus como sugerem alguns que até mesmo se  dizem evangélicos, várias  passagens da Bíblia não fariam sentindo Porque sintam tanto o Espírito Santo como o poder. (Lc. 14.14; At. 10.38; Rm. 15.13)



2.    Prova da personalidade do Espírito Santo:



Personalidade é um conjunto de atributos que identificam uma pessoa em seu aspecto e psíquico. Personalidade consiste em se ter “Intelecto”, “afeto” e “vontade”.

A personalidade existe quando se encontram em uma única combinação, inteligência, emoção e volição e ainda auto-consciência  auto-determinação, desse modo o termo pessoa aplica-se aquele membro da Trindade que possuem essas três principais faculdades ou potencialidade.



As ações atribuídas ao Espírito santo nas escrituras só podem ser predicados de um Ser Pessoal.



2.1.         A Bíblia usa pronomes pessoais em relação ao Espírito Santo:



“... o outro consolador” (Jo. 14.16)

“Quando Ele vier...” (Jo. 16.8,13).

“Ele  testificará de mim...” (Jo .15.26).

“... aquele consolador...”, “vos ensinará...”; “vos fará lembrar” (Jô. 14.26).

“Eu...” (At. 10. 19,20).



2.2.         A palavra de Deus atribui a Espírito Santo atividades pessoais e atributos de uma personalidade.



2.2.1.  O Espírito Santo possui entendimento:



·        O Espírito Fala (At. 2.7.; 13.1; 21.11; Jo. 16.13)

·        O Espírito Ensina (Jô. 14.26; 1Co. 2.13).

·        O Espírito Guia (Jo. 16.13; Gl. 5.18).

·        O Espírito Convence (Jo. 16.8).



2.2.2.  O Espírito Santo Possui vontade própria:



·        Ele impede (At. 16. 6,7).

·        Ele tem intuito, finalidade (Rm. 8.27).

·        Ele convida (Ap. 22.17).

·        Ele Distribui os dons (1Co. 12.11).

·        Ele também rejeita (Hb. 3. 7-12).



2.2.3.  O Espírito Santo possui sentimento:



·        O Espírito Santo se entristece (Ef. 4.30; Is. 63.10)

·        O Espírito Santo tem ciúmes (Tg. 4.5).

·        O Espírito Santo lamenta, geme (Rm. 8.26)

·        O Espírito Santo Ama (Rm. 15.30).





3.    Divindade do Espírito Santo:



O Espírito Santo é uma pessoa Divina, a terceira pessoa da Santíssima Trindade.



Trindade” – É a doutrina da fé cristã segundo o qual Deus subsiste em Três Pessoas distintas: O Pai,  O Filho, e O Espírito, embora uma em sua essência. As três pessoas são iguais: Na substância; nos atributos absolutos e metafísico e morais.

Deus é três Pessoas, cada uma das pessoas é plenamente Deus (O Pai é Deus, O Filho é Deus, O Espírito é Deus), mas é um Só Deus.



“A procedência do Espírito Santo” – O Espírito Santo faz parte da Santíssima Trindade, e a doutrina ortodoxa ensina que como Cristo é Deus por Eterna filiação, também o Espírito Santo é Deus por Eterna precedência do Pai e do Filho (Jo. 15.26).

O Espírito que procede do Pai e do Filho da mesma substancia, majestade e Glória que o Pai e Filho e Verdadeiro e Eterno Deus.



     3.1. O Espírito Santo é mencionado junto com o Pai e com o Filho.



·        Na passagem do povo pelo Deserto (Ag. 2.5; Is. 53.11)

·        No Batismo de Jesus (Mt. 3.13-17).

·        Na ordem do batismo dos convertidos (Mt. 28.19)

·        Na morte de Estevão (At. 7.54,55).

·        Na benção Apostólica (2Co. 13.13).



Obs. A Bíblia afirma que os três são um (1Jo. 5.7), assim há um só  Espírito (Ef. 4.4); um só senhor (Ef. 4.5); E um só Deus (Ef. 4.6).

Vejam outros textos Trinitários (1Co. 12.4-6; 1Pe. 1.2; Jd. 20,21).



     3.2. O Espírito Santo Possui Atributos Divinos:



Atributos é aquilo que é próprio de um ser, Atributos Divinos são características essenciais da Divindade:



·        O Espírito Santo possui Onisciência:

Tudo é de seu Pleno Conhecimento (1Co. 2.10, At. 5.1-5).

·        O Espírito Santo possui Eternidade:

Infinito em existência, sem princípio e sem fim e sem limite de tempo (Hb. 9.14).

·        O Espírito Santo possui Onipresença:

Existência ao mesmo tempo em toda parte, em todo espaço infinito (Sl. 139.7-10).

·        O Espírito Santo possui Onipotência:

Tem pleno poder sobre todas as coisas para fazer tudo que lhe apraz, quee não seja contrária a sua natureza (Sl. 104.30; Lc. 1.35; 1Co. 12.11).

·        O Espírito Santo é mencionado como: Criador (Jó 26.13; 33.4) e Senhor (2Co. 3.16-18).





Conclusão:



Deus está na pessoa do Pai do Filho do Espírito Santo, e o Três são Um.







     

Nenhum comentário:

Postar um comentário