terça-feira, 27 de outubro de 2015

SERÁ QUE DEUS É CULPADO ?

 Finalmente a verdade é dita na TV Americana. A filha de Billy Graham estava sendo
entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:

'Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de Setembro?'
Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

'Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós.
Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas.

Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou.
Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua bênção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?'

À vista de tantos acontecimentos recentes; ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc...

Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O'hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas...
A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém.

Logo depois o Dr.. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos:

'Um perito nesse assunto deve saber o que está falando'.
E então concordamos com ele.

Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal.
Então foi decidido que nenhum professor poderia disciplinar os alunos...(há diferença entre disciplinar e tocar).

Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem.
E nós aceitamos sem ao menos questionar.

Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas, quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade.
E nós dissemos: 'Está bem!'

Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino.


E nós dissemos:


'Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso'.



Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet.




Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não têm consciência e porque não sabem distinguir o bem e o mal, o certo e o errado;
porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios...

Provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender:
nós colhemos só aquilo que semeamos!!!

Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus:
'Senhor, porque não salvaste aquela criança na escola?'
A resposta dele:
'Querida criança, não me deixam entrar nas escolas!!!'

É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno.

É triste como cremos em tudo que os Jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia, ou do que a sua religião, que você diz que segue ensina.

É triste como alguém diz:
'Eu creio em Deus'.
Mas ainda assim segue a Satanás, que, por sinal,também ''Crê'' em Deus.

É engraçado como somos rápidos para julgar mas não queremos ser julgados!

Como podemos enviar centenas de piadas pelo e-mail, e elas se espalham como fogo, mas, quando tentamos enviar algum e-mail falando de Deus, as pessoas têm medo de compartilhar e reenviá-los a outros!

É triste ver como o material imoral, obsceno e vulgar corre livremente na internet, mas uma discussão pública a respeito de Deus é suprimida rapidamente na escola e no trabalho.


Você mesmo pode não querer reenviar esta mensagem a muitos de sua lista de endereços porque você não tem certeza a respeito de como a receberão, ou do que pensarão a seu respeito, por lhes ter enviado.

Não é verdade?
Gozado que nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas pensam a nosso respeito do que com o que Deus pensa...

'Garanto que Ele que enxerga tudo em nosso coração está torcendo para que você, no seu livre arbítrio, envie estas palavras a outras pessoas'.

Passe essa mensagem adiante, se acha que ela tem algum mérito.
Se não, ignore-a... e delete-a...

domingo, 25 de outubro de 2015

A Heresia entre os Santos.

Por A.W.Tozer

A heresia consiste não tanto em rejeitar,
mas em selecionar. O herético simplesmente seleciona as partes das Escrituras que pretende enfatizar e deixa de lado o resto. A etimologia da palavra heresia mostra isso, e também a prática do herético prova o fato.

Certo escritor do século XIV alertou os seus leitores no prefácio de um livro:

“Cuidado para não adotar alguma coisa de que você gosta, deixando outra de lado, pois é isso que o herético faz. Mas considere tanto uma coisa como a outra.”

O velho escriba sabia muito bem como somos propensos a adotar as partes da verdade que nos agradam e a desconsiderar as outras partes. E isso é heresia.

Quase todo tipo de seita que conhecemos pratica essa arte de selecionar e desconsiderar. As seitas que afirmam não existir inferno, por exemplo, normalmente enfatizam tudo na Bíblia que parece apoiar a posição delas e subestimam ou explicam a seu modo todas as passagens que tratam do castigo eterno.


Mas faremos bem se dermos uma boa olhada naquilo que nós mesmos fazemos. A tendência para a heresia não está restrita às seitas. Por natureza, todos nós somos heréticos. Nós que nos consideramos doutrinariamente ortodoxos talvez na prática sejamos heréticos de alguma forma. Podemos inconscientemente escolher e dar especial atenção aos textos bíblicos que nos confortam e encorajam e passar por cima dos textos que nos repreendem e alertam. É tão fácil cair nessa armadilha que talvez estejamos nela mesmo sem saber.

Considere por exemplo, uma Bíblia sublinhada. Pode ser uma experiência esclarecedora espiar uma delas às vezes e ver como o dono grifou quase apenas as passagens que o consolam ou que apoiam os seus pontos de vista doutrinários.


Em geral, gostamos dos versículos que nos tranquilizam e nos esquivamos daqueles que nos perturbam.
Sem dúvida, Deus nos acompanha até onde pode nessa forma deficiente e unilateral de tratar as Sagradas Escrituras, mas ele não pode agradar-se dessa nossa maneira de agir. Nosso Pai Celestial se agrada de ver-nos desenvolver e crescer espiritualmente. Ele não deseja que vivamos com uma dieta unicamente de coisas doces.

Ele nos dá Isaías 41 para nosso encorajamento, mas também nos dá Mateus 23 e o livro de Judas, e espera que leiamos isso tudo. O capítulo oito de Romanos é uma das passagens mais encorajadoras de toda a Bíblia, e a sua aceitação por parte de todos é bem merecida; mas nós precisamos também da Segunda Epístola de Pedro, e não deveríamos deixar de lê-la. Quando lemos as epístolas de Paulo, não devemos parar nas seções doutrinárias, mas precisamos avençar, lendo as saudáveis exortações que vêm depois e meditando nelas. Não devemos parar em Romanos 11; o resto da epístola também é importante e, se queremos tratar nossa alma corretamente, temos de dar-lhe a mesma atenção que demos aos primeiros dez capítulos.

Em suma, a saúde da nossa alma requer que consideremos a Bíblia toda como ela é e permitamos que ela faça a sua obra em nós.

Não podemos ser seletivos com algo tão importante como a Palavra de Deus e nosso próprio futuro eterno.

Jesus disse que João Batista era Elias reencarnado? Mateus 11:14


PROBLEMA: Nesse versículo Jesus refere-se a João Batista como "Elias, que
estava para vir" (cf. Mt 17:12; Mc 9:11-13). Mas, já que Elias havia morrido muitos séculos antes, João então seria uma reencarnação de Elias.

SOLUÇÃO: Há muitas razões pelas quais esse versículo não ensina a reencarnação. Em primeiro lugar, João e Elias não foram o mesmo ser - eles tiveram a mesma função. Jesus não estava ensinando que João Batista literalmente era Elias, mas apenas que João veio "no espírito e poder de Elias" (Lc 1:17), ou seja, para continuar o seu ministério profético.

Em segundo lugar, os discípulos de Jesus entenderam que ele estava falando de João Batista, já que Elias apareceu no monte da Transfiguração (Mt 17:10-13). Àquela altura, depois da vida e da morte de João Batista, e já que Elias ainda tinha o mesmo nome e autoconsciência, ele obviamente não tinha se reencarnado em João Batista.

Em terceiro lugar, Elias não se enquadra dentro do modelo da reencarnação por uma outra razão: é que ele não morreu. Ele foi tomado ao céu como Enoque, que "foi trasladado para não ver a morte" (2 Rs 2:11; cf. Hb 11:5). De acordo com o falso ensino da reencarnação, o que tradicionalmente é dito é que uma pessoa tem de morrer primeiro, para depois reencarnar-se num outro corpo.

Em quarto lugar, se houver qualquer dúvida quanto a essa passagem, ela deverá ser entendida à luz do claro ensino das Escrituras contra a reencarnação. O autor de Hebreus, por exemplo, declara que "aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo" (Hb 9:27; cf. Jo 9:2)


MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

A aparente imcapacidade de Jesus.

Marcos: 6. 1. Saiu Jesus dali, e foi para a sua terra, e os seus discípulos o seguiam.  Ora, chegando o sábado, começou a
ensinar na sinagoga; e muitos, ao ouví-lo, se maravilhavam, dizendo: Donde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe é dada? e como se fazem tais milagres por suas mãos? . Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele.  Então Jesus lhes dizia: Um profeta não fica sem honra senão na sua terra, entre os seus parentes, e na sua própria casa. E não podia fazer ali nenhum milagre, a não ser curar alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. E admirou-se da incredulidade deles. Em seguida percorria as aldeias circunvizinhas, ensinando. - Bíblia JFA Offline!


Ha uma ano atraz Jesus havia sido ameaçado de morte pelos seus conterrâneos, houve contra ele uma tentativa de homicídio contra ele (Lc. 4.29), mas ele graciosamente voltou lá e deu-lhes uma nova oportunidade para convence-los.
Por mais quw eles tenham ficado admirados com a sua sabedoria e obra, não o o reconheceram como filho de Deus, apenas como um filho de carpinteiro e por isso se escandalizaram nele (v3)
Eles ficaram surpresos de como Jesus poderia fazer tudo aquilo,  e ao mesmo tempo Jesus se admirou da incredulidade deles.

Tem duas vezes nas escrituras que Jesus ficou admirado: com a fé do centurião e com a incredulidade dos seus concidadãos.

Jesus Cristo não foi capaz de realizar ali algum  milagres. Entretanto isso não quer dizer que ele tentou curar algumas pessoas e não conseguiu por descobrir, ou se sentir imcapaz, mas por que tão poucas pessoas possuiam o minimo exigido pelo Senhor para serem curadas, Ter fé e recebelo.

Jesus é todo poderoso como Deus e mesmo assim era homem, pelo fato de ele possuir todo o poder isso não significa que ele sempre quiz exece-lo, ou que ele não estabeleceu algum critério pra fazê-lo.
O "não pode" de Marcos 6.5 possui um significado moral e não meramente metafísico, como muitos imaginam.

Jesus tinha a capacidade de fazer milagres, como de fato o fez (v.5), e deu poder para os discípulos fazerem (v.7).
Assim a sua nescessidade foi estebelecida no campo da moral e não da metafísica. Jesus recusou-se a fazer milagres por que viu que não valeria a ação.
Deus não faz milgres para vc ter fé, O Senhor faz milgres para aqueles que tem fé Nele ainda que o inverso não podemos negar que ja tenha sido feito na história.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Jesus na Casa de Marta.

E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa; E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava distraída em muitos serviços, e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe, pois, que me ajude. E, respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só, é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.

INTRODUÇÃO

O texto fala a respeito da visita do Senhor Jesus à casa de uma mulher cujo nome era Marta. Esta que por sua vez tinha uma irmã por nome Maria, que ao perceber a presença de Jesus não se afastava dele. Ao que lhe pediu Marta dizendo: Senhor, manda que minha irmã venha me ajudar nos trabalhos domésticos.
Jesus replicou: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, porém sua irmã fez uma boa escolha.

DESENVOLVIMENTO

* Marta andava distraída, ansiosa e afadigada com as coisas desta vida e isto não lhe deixava tempo para cuidar da sua vida com Deus. Muitas pessoas, assim como Marta, andam ansiosas, distraídas, afadigadas e sem tempo para sua vida com Deus.
* Ansiosa - sem a paz que o Pai pode dar (1Pe 5:7 - ...lançando sobre ele toda nossa ansiedade).
* Afadigada - sem o descanso que o Filho pode dar.
* Distraída - sem comunhão com o Espírito Santo.
* Aos pés - descansando no caminho da salvação, no projeto de Deus.

CONCLUSÃO

Faça como Maria. Escolha hoje estar aos pés do Senhor Jesus, faça uma boa escolha.

Fonte: Biblia Pregai

Orações que São Atendidas

Durante a Segunda Guerra Mundial um piloto que caiu no Oceano Pacífico, ficou flutuando por algum tempo num bote pneumático sem ser encontrado. Afinal, em desespero, elevou aos Céus esta oração: "Amado Deus, há vinte anos que nada vos peço. Se ouvirdes minha oração e enviardes alguém para me salvar, não vos molestarei por outro vinte anos."
Disse certo escritor que muita gente trata a Deus como se fosse um advogado ou médico. Vão ter com ele quando estão em dificuldade ou adoecem. Muitos têm a oração na conta de um recurso numa hora de grande apuro, quando não encontram nenhum outro auxílio.
A oração é o meio pelo qual os que vivem na Terra se podem comunicar com o Pai que está nos Céus. Cristo, quando na Terra, ficou provado da comunhão diária com Deus, que fruíra no Céu. Passava noites inteiras em oração, pois esta era Sua maneira de falar com o Pai.
Adão, antes da queda, cada tarde tinha oportunidade de andar e falar com Deus. O pecado separou o homem de seu Pai celestial no que concerne à comunhão face-a-face, mas Deus concedeu então ao homem o privilégio de falar com Ele mediante a oração. Que privilégio é comungar com o nosso Pai celestial a qualquer tempo e sob quaisquer circunstâncias!
Deus anela que Lhe abramos nosso coração e Lhe apresentemos nossos problemas, para que nos ajude. Vejamos agora como podemos falar com Deus de modo que nossas orações sejam ouvidas e atendidas.

A BÍBLIA FALA

1. Que pediam os discípulos a Jesus que lhes ensinasse?
Resposta Bíblica, Lucas 11:1
NOTA: Como os discípulos, precisamos aprender de Deus a orar como Cristo orou, a fim de que Deus possa ouvir e atender nossas peti

3. Em nome de quem podemos confiantes aproximar-nos do trono de Deus em oração?
Resposta Bíblica, João 14:14 página 963.
NOTA: É graças aos méritos da perfeita vida de Cristo que nos podemos de graças.

5. Com quanta sinceridade devemos buscar a Deus em oração?
Resposta Bíblica, Jeremias 29:12,13.

6. Que certeza nos é dada de que Deus ouvirá nossas orações?
Resposta Bíblica, Mateus 7:7,8

7. Até que ponto está Deus disposto a atender às orações de Seu povo?
Resposta Bíblica, Mateus 7:11.

8. Que auxílio é prometido ao filho de Deus, para que suas orações sejam compreendidas e atendidas por Deus?
Resposta Bíblica, Romanos 8:26.

9. Que condições disse Cristo que seria necessária para que nossas orações sejam atendidas?
Resposta Bíblica, Marcos 11:24 página 899.

10. Se nos falta fé quando oramos, qual, diz a Bíblia, será o resultado?
Resposta Bíblica, Tiago 1:6,7

11. Que petições podemos esperar que Deus atenda?
Resposta Bíblica, I João 5:14,15

12. Por que não são algumas de nossas orações atendidas como desejaríamos?
Resposta Bíblica, Tiago 4:3

13. Sob que condições recusa o Senhor atender a nossas orações?
Resposta Bíblica, Salmo 66:18 

14. As orações de quem, são uma abominação ao Senhor?
Resposta Bíblica, Provérbios 28:9 

15. Com que freqüência deve o Cristão orar?
Resposta Bíblica, I Tessalonicenses 5:17

16. Em que ocasiões tomava Davi tempo para orar?
Resposta Bíblica, Salmo 55:17 página 539.
Disse alguém que a oração é o abrir de nosso coração a Deus como a um amigo. É partilhar as alegrias e tristezas da vida com Alguém que nos ama e cuida de nós. Que privilégio, partilhar com Deus nossos pensamentos mais íntimos!
Em certas horas do dia é às vezes muito difícil telefonar a uma pessoa querida, porque as linhas estão todas ocupadas. Como nos agrada ouvir a voz da pessoa querida e distante, mesmo pelo telefone! Milhões de milhões de dolares gasta todos os anos o povo brasileiro, porque quer falar com os queridos distantes.

Para falar ao Rei do Universo não precisamos gastar coisa alguma, senão um pouco de tempo de joelhos. Quantas vezes carregamos fardos e problemas desnecessários porque não tomamos tempo para orar! Tomemos hoje a decisão de enriquecer nossa vida de oração a fim de que se torne uma experiência compensadora, à medida que a ela recorremos para pôr-nos em comunhão com o nosso Deus. As linhas que nos põem em comunicação com o Rei do Universo jamais estão ocupadas; sempre há uma livre para nossa oração sincera.
Então porque não expressar este desejo a Deus em oração?
( ) Com o auxílio de Deus, passarei cada dia algum tempo em oração.
( ) Quero aprender a orar eficazmente.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O Peso da Oportunidade.

As oportunidades muitas vezes são vistas como um peso, por aqueles que a obtém, ainda mais quando os mesmos se encontram dentro de uma situação oportuna, que foi privilegiada a poucos de seu convívio familiar, social,
profissional e religioso. Essa pessoa se sente pressionada pelas cobranças daqueles que estão a sua volta, ou até mesmo daqueles que estão distante e ainda por desconhecidos de formas variadas, quando eles, não só esperam, mas lhe cobram resultados pela oportunidade ao mesmo disponibilizada.

De todas as partes a pessoa sente que as cobranças estão vindo sobre ela, de todos os lados ela se sente com os olhares atento sobre a sua pessoa, com uma forte espectativa sobre as suas ações e do resultado delas, sendo ela  positiva, ou não. "Digo positiva ou não pelo fato de que muito de seus expectadores esperam que venha de você uma ação e um resultado negativo, de fracasso mesmo, por não te acharem digna de tal oportunidade, e por se acharem a pessoa merecedora de tal ou de tais circunstâncias oportuna, favorável para a realização de algo. Por isso não toecem por você. Por causa disso muitas pessoas acham que a oportunidade é um peso.

Oportunidade é a qualidade, o caráter do que é oportuno, é. uma ocasião azada; uma circunstância oportuna, favorável para a realização de algo.

Uma oportunidade é vista como um acontecimento oportuno capaz de melhorar o estado atual de um indivíduo, uma situação nova que traga benefícios.

Muitas pessoas procuram oportunidades que possam melhorar as suas vidas. No entanto, nem todas as pessoas sabem aproveitar as oportunidades que aparecem. Nos dias de hoje, por exemplo, muitas pessoas adam atrás de oportunidades na vida, principalmente aquelas que proporcionarão uma mudança em sua situação finançeira, logo uma mudança em sua posição social, uma mudança de estatos. E por isso que muitas cobranças são feitas, e com isso muitas pessoas sentem que a oportunidade é um peso.

A oportunidade é uma importante qualidade, pois significa a capacidade de fazer uma coisa adequada no momento oportuno, por isso ela não é um peso, mesmo que haja cobranças, visto que no final das contas certos resultados serão exigidos a todos independentemente se uma pessoa teve oportunidade ou não.

A oportunidade não é um peso,  pesado mesmo é uma pessoa ter que se apresenta, no espetáculo da vida, tendo que apresentar os mesmos resultados que os outros sem terem as mesmas oportunidade. Como disse um poeta uma vez "... sabe lá, o que é não ter, e ter que ter pra dar...".
O que pesa é a dor de consciência, (daqueles que não tem a sua mente cauterizada é  claro), com o fato de terem deixado oportunidade passar, ou porque jogaram elas fora. Tendo uma quantidade enorme de pessoas na fila esperando a sua vez, sem nunca chegar.

Muitas coisas pesam, mais não uma oportunidade.

Tenha uma coisa em mente, para mim o que pesa e uma pessoa ter que Realizar sem poder, dar sem ter, lutar sem ter força alguma, ajudar quando se estar precisando, ser caridoso com alguém, quando se está ferido.
Mas uma coisa é certa só nós sabemos a dor e a delícia de se viver e tendo o Senhor como ajudador não temos o que temer.