terça-feira, 22 de março de 2016

Louvores que gosto de ouvir (Minha Graça te basta - Stênio Marcius)

Quando bate aquele desânimo por causa das coisas circunstâncias, por está focado naquilo que é temporal. Quando vem a insatisfação sem motivo (visto que todas elas são assim). Quando os meus olhos insistem em querer olhar para aquilo que eu não tenho e quero conquistar.
É isto que gosto de ouvir.




Louvores que gosto de ouvir (E Nele de Stênio Marcius)

Existem momentos em que somos levados, por nossos próprios pensamento, há  ficarmos em duvida acerca DELE.
E este é o louvor que gosto de ouvir quando estou me sentindo assim.


sexta-feira, 11 de março de 2016

Por Quanto Tempo Jesus Ficou Morto?


"Segundo Mateus 12. v.40: 

'Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no
ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra'.

Com essa afirmativa de Jesus Cristo acerca de sua morte, muitas duvidas pairam sobre a mente dos cristãos, e as perguntas feitas são muitas.
Qual foi o dia da morte de Jesus?"; Quanto tempo ele ficou sepultado? Por que Ele disse que ficaria três dias e três noites e ressuscitou no domingo pela manhã? Jesus errou acerca da sua morte? Ele não morreu na sexta mas sim na quarta feira? São muitas as perguntas.

O dia da crucificação de Jesus tem sido por alguns situado na quarta-feira, e pela maioria dos eruditos na sexta-feira. Mas qualquer dessas datas conta com algumas dificuldades. No entanto, a questão tem provocado muitos debates, e muito tempo tem sido desperdiçado  ao longo dos anos, e imensas energias têm sido concentradas nessa discussão, que não edificam em nada a vida do Cristão e muito menos nada acrescenta para o desenvolvimento da Grande comissão. 

Para alguns, o conhecimento e a declaração do dia certo parecem ter a importância de uma
convicção religiosa. Russel em seu comentário do Novo Testamento, diz: 

"Algumas pessoas por desconhecerem a índole das línguas antigas, como o grego e o hebraico, insistem que
tais palavras devem indicar três dias e três noites completos; porem [apresenta grande número de citações extraídas do hebraico, do grego e do latim] tal expressão era usada, nos dias antigos, para significar parte de três dias e noites, e que uma parte era usada para expressar a totalidade". 

A seguinte citação de Jerônimo ilustra esta idéia: 

"Tenho abordado mais completamente o trecho sobre o profeta Jonas (isto é, o livro do V.T.) em
meu comentário. Direi agora somente que isto [esta passagem ] deve ser explicada como modo de falar chamado sinédoque, quando uma porção representa a totalidade. Não
significa que nosso Senhor esteve três dias e três noites inteiros no sepulcro, mas sim, parte da sexta-feira, parte do domingo e todo o dia de sábado o que é apresentado como
três dias". 

Assim também esclarecem os pais da Igreja em geral. Na linguagem popular.

"Três dias e três noites" significa, figuradamente, não mais do que três dias, o que, na linguagem antiga, podia ser calculado incluindo-se o primeiro dia, aquele em que algo acontecia. Nesse caso, o dia de crucificação teria sido o primeiro dia, e o dia da ressurreição o terceiro. O segundo dia teria sido o sábado, ficando assim completados os três dias. 

O próprio Jesus declarou isso por diversas vezes, e a expressão foi repetida por Paulo, afirmando que Jesus declarara que ressuscitaria ao terceiro dia: Mt 16.21; 17.23;

Mc 9.31; 10.34; Lc 9.22; 18.33; 24.17; 1 Co 15.4.