sábado, 30 de março de 2013

Jesus Reivindicou a sua Deidade:



 Introdução:

Jesus Cristo tem a mesma natureza que O Pai. "Natureza" entende-se os traços que definem e distinguem  uma espécie ou uma pessoa. E Jesus possuía as duas  naturezas a humana e a Divina  (Is. 9.6, Mt. 1.23, Col. 1.15,19, 2.2,9, 1Jo. 5.22).

1. Jesus Declara-se Igual a Deus:

Como já temos visto desde começo desse da introdução deste estudo que são muitos os textos que afirmam claramente que Jesus é Deus, no entanto algum incrédulo acerca desta doutrina fundamental para a fé Cristã, pode rejeitar alegando que foram texto dito pelos apóstolos, No entanto as declarações de Jesus em relação a sua pessoa também demonstra isso. Jesus Cristo diz clara e  constantemente que Ele  é Deus

·       Jesus declarou para os judeus que foi Ele quem enviou os Profetas no período que conhecemos como Velho Testamento (Mt. 23.34), e que foi Ele quem tentou ajunta-los (Mt. 23.37).

·       Jesus se declarou como sendo Onipresente (Jo. 1.43-51; 3.13; Mt.18.20;Lc. 9.49-50).

·       Jesus Disse que é o Todo Poderoso (Mt. 28.18; Ap. 1.8).

·       Jesus se declarou igual ao Pai Deus (Jo. 5.16-25; 10.30).

·       Jesus falou da sua Glória e relacionamento com o Deus-Pai antes que o mundo existisse (Jo. 17.5,24).

2.   No capitulo 8 de João, vemos Jesus mais  uma vez,  levantar um tema que causava furor em seus oponentes  sua  "Eterna Existência" (Jo. 8.24,58).

Eles não tinham duvidas da humanidade de Cristo por que conviveram com Ele, porém todas as vezes que Jesus abordava o assunto acerca da sua Deidade eles se enfureciam e muitas vezes tentaram apedreja-lo (Jo. 8.58,59).

Os Judeus por mais que umas boas partes deles não reconheceram que Jesus é O Messias, O filho de Deus, eles tinham total consciência de que o Filho de Deus, é Deus, por isso que por muitas vezes eles quiseram apedrejar a Jesus. Por que Jesus se declarava Filho de Deus se fazendo igual a Deus

* Quando  Jesus  se declarou igual ao Pai, eles  pegaram em  pedra para o matarem (Jo. 5.17,18).

* Quando  Jesus disse que  era o pão vivo  que desceu do céu, eles se enfureceram (Jo. 6.41).

*Quando Jesus ensinava na festa dos Tabernáculos eles se enfureceram novamente (Jo. 7.25,26).

*Em João cap. 8,  quando Jesus disse  que era o grande Eu Sou, eles se enfureceram e tentaram mata-lo apredejado.

Obs. O verbo "Eu sou", reproduz o passado, presente e futuro ao mesmo tempo. Aplicado a alguém ele indica a sua independência em relação ao tempo.
Jesus quando usa para  se  esse termo "Eu Sou", faz  alusão  aos termos usados  por Deus em (Ex. 3.14, Dt. 32.29),  que indicam a natureza eterna e imutável de Jeová.

*Em João cap. 10 quando Jesus disse: Eu e o Pai somos um. Os Judeus pegaram em Pedra para o matar

*Em João cap. 12 Eles queriam matar a Jesus por ter ressuscitado a Lázaro.

No capitulo 5 de João Jesus fala claramente do seu Senhorio e da sua igualdade com  o Pai,  como declarou mais  adiante (Jo. 10.30).

·       Jesus se declarou que é igual ao Pai (Jo. 5.16-19, 26).

·       Jesus se declarou capaz de ter a vida em si mesmo, de dar a vida (Jo. 5.21,24,40).

·       Jesus se declarou capaz de ressuscitar os mortos (Jo. 5.25,28-29).

·       Jesus se declarou como o único capaz de exercer juízo (Jo. 5.22,27).

Conclusão:

A questão não é se a pessoas acredita em Jesus ou não, mas se reconhece quem Ele realmente é. Jesus nunca quis ser conhecido como um grande homem, mas como Deus, que se encarnou, habitou entre as suas criaturas para resgata-las do mal, fazendo isso através de sua morte na Cruz. Amem. Demos Glória ao Rei Eterno e Imortal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário