sexta-feira, 27 de julho de 2012

O Que É Ser Cristão?



E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. Atos 11.26

Ao contrário da outras religiões que defendem as boas obras como uma passagem para salvação ou uma nova vida de esfera superior, no evangelho ninguém é salvo pelas obras, mas unicamente pela graça de Deus mediante a fé na morte de Cristo pelo pecador.

“Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens,” ( Tt.  2:11).

 “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Não vem das obras, para que ninguém se glorie.”  (Ef.  2:8-9)

Somos salvos feitos como primícias da sua criação “Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas.”  (Tg. 1:18); para realização das boas obras

“Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo; O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras (Tt.  2:11-14)

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Ef. 2:8-10).

As obras não salvam, mas os salvos demonstram que foram lavados e remidos pelo sangue do cordeiro praticando as boas obras.
“Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?... Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.”  (Tg. 2:14-18).

“Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. (Mt. 7:16-20)

Nove características que te identifica como um Cristão.

1.   Ser Cristão é ter uma vida Transformada. (2Co. 5.17; Gl. 6.15).

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”

“Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura.”

Essa transformação é adquirida em certas áreas da nossa vida de imediato em outras áreas gradativamente. (Pv. 4.18; 1Co. 3.18)

“Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.”

“Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.”

2.   Ser Cristão é ter uma vida santa. (1Pe. 1.15,16, Hb. 12.14)

“Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.”

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”

 A santidade é algo contínuo e progressivo, não existe cristão “na mesma” espiritualmente falando, ou ele estar progredindo,  ou estar regredindo, a não ser que esteja oscilando, daí a sensação que muitos tem de estar na mesma espiritualmente. A santidade nos aproxima de Deus.(Is. 59. 1-3)

 Obs. Não podemos ser como Saul, que não se manteve santo, após receber o Espírito Santo e ter tido a sua vida transformada. (1Sm. 10.6)


3.   Ser Cristão é ter uma vida de Testemunho. (1Pe. 2.12, 3.16; 2Co. 8.21;)   

“Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem.”... “Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.” 

“Pois zelamos do que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens.”

·       Devemos ter uma vida correta, honesta e irrepreensível não só dentro da igreja, mais principalmente do lado de fora dela.
 Um crente que só, se comporta como crente dentro da igreja, é semelhante a um doente querendo dar uma de são dentro do hospital.
 Muitos irmãos têm tido um mau comportamento no seu trabalho, escola, bairro, etc.; e pior se comportam sem qualquer reverencia na casa de Deus, o resultado disso é o mau testemunho. (Rm 2.24)

·       Os escândalos são prenuncio da volta de Cristão então é impossível que não venha os escândalos “mais ai daquele por quem vierem os escândalos”. (Lc 17.1), a entonação dada por Jesus neste texto foi à mesma que ele deu pra Judas Iscariote quando o mesmo lhe traiu  (Mt. 26.24). Para os escribas e fariseus (Mt.23.14-29), e para as cidades impertinentes.
(Mt. 11.20-24), são palavras sentenciadoras.

·       Três motivos dados por Jesus, que nos seria melhor amarramos algo bem pesado no pescoço e nos lançarmos no mar:
1o Seria melhor nos lançarmos no mar com algo bem pesado amarrado no pescoço, do que não querer, nos reconciliar com o nosso irmão. (Lc. 17. 1-4)
2o Seria melhor nos lançarmos no mar com algo bem pesado amarrado no pescoço, do que por causa de alguma atitude nossa impedimos a entrada de alguém no reino de Deus.  (Mt. 18. 6-7)
3o Seria melhor nos lançarmos no mar com algo bem pesado amarrado no pescoço, do que servimos de tropeço ou de  impedirmos para que alguém faça a algo para Deus. (Mc. 9.42)

4.   Ser Cristão é ser discípulo de Cristo: (Mt. 10. 24-25; Jo. 13. 13-16)

“Não é o discípulo mais do que o mestre, nem o servo mais do que o seu senhor. Basta ao discípulo ser como seu mestre, e ao servo como seu senhor...”.

“Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou.
Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavaram os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou.”.

 Discípulo é aquele que segue tanto as palavras como os passos de seu Mestre.
(Cl. 2.6; 1Jo. 2.6; Ef. 5.1).

 E como Jesus andou? Em santidade, justiça e amor; os apóstolos entenderam isso, por isso foram chamados de cristão. (At. 11.26)
 Os apóstolos tanto entenderam isso, que o apóstolo Paulo nos exortou Para que fossemos seus imitadores como ele era de Cristo. (1Co. 4.16, 11.1; Fl. 3.17, 4.9)

5.   Ser cristão é ter uma vida de fé: (Jo. 11.25, 40)

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;”... “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?”

Não é apenas crer na sua existência de um deus salvador somente, mas ter aquela fé que o torna um seguidor de Cristo, que gera em cada um fidelidade a Deus (Rm. 1.17).

“Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé”.


6.   Ser cristão é ser fiel: (Ap. 2.10; Hb.12.4)

“Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.”

“Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.”


 Fieis são aqueles que têm lealdade e estabilidade espiritual, são os que se mantém firmes e inabaláveis, são aqueles que consideram as verdades Bíblicas como algo definitivamente estável e digno de ser seguido. (1Co. 15.58).

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.”

Quanto maior for a sua fé em Cristo, no seu poder, na sua provisão e na sua intervenção em favor daquele que são chamados pelo seu nome e principalmente na sua Soberania. Maior será a sua fidelidade a ele.
(Hb. 10.37,38)

“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará. Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.
Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.”

 O cap. 11 de Hebreus nos mostra que foi pela fé que os antigos alcançaram o testemunho, se mantendo fieis a Deus. (Hb. 11.32-39)
O cap.12 nos mostra que esse mesmo testemunho nos ajuda a sermos fieis (Hb. 12.1) e nunca perdermos o foco (Hb. 12.2)

7. Ser Cristão é ter uma vida pautada na palavra

O envolvimento com a palavra de Deus é o segredo para tudo na vida cristã, quem tem o hábito de ler a Bíblia será melhor a cada dia.

a.     A palavra de Deus que liberta - “E conhecereis a verdade e a verdade vos...”.   (Jo.8. 32)
b.     A palavra de Deus  que salva - “examinais as escrituras vós cuidais de ter nelas...” (Jo.5.39)
c.      A palavra de Deus  que te purifica - vós já estais limpo pela palavra que vos....” (Jo. 15.3)
d.     A palavra de Deus  que te santifica - “santifica-os na verdade a tua palavra é...”  (Jo. 17.17)
e.      A palavra de Deus, evita que erramos - “errais não conhecendo as escrituras...” (Mt. 22.29)
f.       A palavra de Deus  que evita que pecamos - “escondi a tua palavra em meu...”  (Sl. 119.11)
g.     A palavra de Deus  que não permite a nossa queda - “o meu povo é destruído...” (Os. 6.3)
h.     A palavra de Deus  que lhe da fé - “... a fé é pelo ouvir e o ouvir pela palavra de...” (Rm. 10.17)
i.       A palavra de Deus  que nos protege - “...a sua verdade é escudo e broquel”            (Sl. 91.4c)
j.       A palavra de Deus  que nos garante a benção - “Se vos estiverdes em mim e as...” (Jo. 15.7)
k.     A palavra de Deus  que ilumina a nossa vida - “Lâmpadas para os meus pés, luz...” (Sl. 119.105)
l.       A palavra de Deus  que nos enche do espírito - “Disse-lhe pois Jesus...Quem crer em mim como diz as escrituras rios de água viva correrão do seu ventre. E isso disse do Espírito que haviam de receber os que cressem nele...” (Jo. 7.33a, 38,39a)

8. Ser cristão é ter uma vida de oração:
 (1Ts. 4.17; Rm.12.12; Sl. 55.17; Fl. 4.6; 1Pe. 5.7)

Jesus valorizou a oração e  pontilhou seu ministério com muita oração, a mais pura e genuína intercessão que jamais se viu. Vemos Jesus enfatizando a validade da oração em várias circunstâncias:
a) Em Lucas 11: 5-8, Ele cita uma curiosa parábola, conhecida como a do amigo importuno, onde o tema central é a oração. Uma pessoa vai à casa do amigo, à meia-noite, pedir  três pães emprestados. Jesus está querendo ensinar dois fatores.
Primeiro, acreditar que o amigo era o meio para a solução do problema, que tinha os pães e que iria atendê-lo; segundo, ser persistente, perseverante, fazendo constranger o coração do benfeitor, como conclui o verso 8: se o amigo não se levantar para atender, levando em conta a amizade, o fará por causa da importunação, atendendo prontamente.
b) Em João 11: 41-42, no episódio da ressurreição de Lázaro, temos outro relevante seguimento da oração. Jesus exalta a necessidade de convicção que se deve ter ao fazer a petição. Note que Ele afirma “Pai, graças te dou porque me ouviste”.
Ao orar, estamos acreditando sinceramente que estamos sendo ouvidos. Jesus se torna mais enfático quando enriquece seu diálogo com o Pai, ao dizer: “Eu sabia que sempre me ouves”, referindo-se à certeza inabalável de que se traduz a oração.


9. Ser cristão é ser solidário:

Nós somos conhecidos como o seguimento religioso que menos contribui para a sociedade em nossa volta, ainda que  à maior contribuição que nós podemos dar para essa sociedade é transformando o ser humano, mais isso quem faz é Deus e não os crentes, no entanto se manter fiel é uma contribuição nossa.

O crente em geral deveria ter um coração mais filantrópico e realizar tudo, até mesmo uma viagem com um espírito de solidariedade, por exemplo, fazer uma viagem para um ponto turístico, onde houvesse um contraste social e assim mesmo em umas férias tirar um tempo para realizar um serviço filantrópico, ou seja, no seu dia-a-dia o cristão dever ser solidário, até mesmo a nossas profissões deveria ser escolhidas mais com um intuito social do que uma busca de melhores condições financeiras.

Devemos saber fazer o bem (Tg. 3.17), sem se cansar dessa prática (Gl. 6.9), por isso devemos nos apresentar parar ajudar o próximo (Mt. 5.42; Is. 58.7,8), além de nosso amigos e parentes, por que sabemos que receberemos de volta (Lc. 14. 12-14), para que nos diferenciamos dos ímpios (Lc. 6.32-34), como O Senhor Jesus nos deu o exemplo do bom samaritano (Mt. 10.25-37), sem buscar o projeção pessoal, ou fazer qualquer propaganda (Mt. 6.1-3), para que sejamos aprovados por Ele (Mt. 25. 31-46) .

Conclusão:

Se uma pessoa por qualquer motivo que seja deixar de ler a palavra de Deus, orar, andar em santidade, fazer a obra de Deus e vir para a igreja; essas pessoas estar anulada como cristão, estar anulada como filho de Deus, e uma brecha enorme estar aberta para o diabo fazer muitos estragos, em várias áreas da sua vida.
 Porque como eu posso receber as benções de Deus se eu não falo com ele (oração), como eu posso receber as benções de Deus se eu não ouço Deus falar comigo (Leitura da palavra e pregação), não tenho comunhão com ele (santidade), com os outros filhos Dele, meus irmãos (ir a igreja).
Ser cristão é um privilégio que muitos não experimentaram e muitos não experimentaram,   é uma pena ver que muitos irmãos estão trocando isso tudo por um prato de lentilha; que Deus tenha misericórdia de nós.   Amem!!!!



2 comentários: