quarta-feira, 12 de junho de 2013

Namorar pra quê, hein?

Esta é especialmente para os solteiros, isto é, os não casados.

"Gostaria de vê-los livres de preocupações. O homem que não é casado [solteiro] preocupa-se com as coisas do Senhor, em como agradar ao Senhor. Mas o homem casado preocupa-se com as coisas deste mundo, em como agradar sua mulher, e está dividido. Tanto a mulher não casada como a virgem preocupam-se com as coisas do Senhor, para serem santas no corpo e no espírito. Mas a casada preocupa-se com as coisas deste mundo, em como agradar seu marido. Estou dizendo isso para o próprio bem de vocês; não para lhes impor restrições, mas para que vocês possam viver de maneira correta, em plena consagração ao Senhor." (1Co 7.32-35, NVI)

O texto é bem claro quando diz que o solteiro(a) cuida das coisas de Deus e o casado de agradar a Deus e a seu cônjuge, estando portanto dividido.

O grande problema é que muitas pessoas não estão sabendo aproveitar o momento de estar solteiro, de dedicar-se exclusivamente em agradar a Deus, ter novas experiências com Ele, ter prazer nEle, crescer espiritualmente, e acabam vivendo tristes por ainda não estar namorando ou casadas. Ser solteiro é um momento único e abençoado por Deus, aproveite este momento para viver algo sobrenatural, pois este tempo está contado.

Tenho percebido muitas pessoas desesperadas para arrumar um(a) companheiro(a). Parece que esta questão de ver todos a seu redor comemorando algo e você ficando de fora é tão ruim né? Isso acontece em diversos momentos. No Natal, por exemplo, percebemos aqueles que nunca estão ao lado da família, passam todo o ano indiferentes a estes, mas quando vê todos a sua volta se reunindo em família, este se sente excluído e tem que estar ao lado da família também, e não é somente nestas ocasiões comemorativas, em modo geral quando se vê todos amigos passeando, divertindo e você impossibilitado para tal (seja por qual for o motivo), isto dá uma sensação tão ruim; o ser humano não gosta de ser o excluído, o diferente. Entretanto esquecemos que tudo tem seu tempo determinado, existe um momento ideal, o qual Deus é quem o dirá, afinal Ele é o idealizador do ser humano. E, nessa ânsia de antecipar etapas desperdiçamos muitos momentos em nossas vidas e até podemos sofrer antecipadamente. Pois há o tempo em nossas de vidas de sermos solteiros e se ficamos entediados por não estar com alguém vamos sofrer sem necessidade, já há muitos sofrimentos na vida, pra quê acrescentar mais um? E vou além, tudo Deus fez com um propósito, e se Ele nos permite namorar deve existir as motivações certas e a maneira correta. 

Final de contas, Namorar pra quê hein?

Primeiramente, namoro é uma fase intermediária e que foi feita para acabar, ou acaba por se decidir em casar ou pelo de término do relacionamento, ou seja, ele não é pra sempre. O Namoro é uma fase de conhecimento mútuo e amadurecimento para decidir se esta é ou não a pessoa que você passará o resto de sua vida ao lado dela. E por que não dizer que também é uma fase de crescimento espiritual? Já ouvi isso antes e concordo plenamente com quem diz que "Um casamento abençoado começa com um namoro Santo"!

A Bíblia diz "É bom que o homem não esteja só..." portanto é natural este desejo de estar com alguém, com um(a) companheiro(a), entretanto há o momento certo e as motivações corretas para tal.

Motivações erradas:

1º "Estou carente e quero alguém para estar ao meu lado"

O meu relacionamento não foi feito para satisfazer a minha carência afetiva mas para glorificar a Deus e ao seu reino. E além do mais a carnalidade é um poço sem fundo, isto é, a carne é insaciável e sempre vai querer mais. Não se engane a intimidade não retrocede, a tendência é só aumentar. Isto na realidade é egoísmo. E não venha me dizer que você está satisfazendo o seu espírito! 

2º "Todos meus amigos estão namorando e eu sou o único que está sozinho"

Volto a dizer que é ruim ser o diferente, mas um dos grandes erros que podemos cometer é basear as nossas vidas pelos outros. Deus tem um propósito para cada um, cada vida, e muitas vezes quando passamos mais tempo sozinhos, estes podem ser momentos de amadurecimento onde Deus estará tratando nossas vidas. Digo que o deserto é um momento de lapidação de nosso ser, onde Deus nos prepara para bençãos maiores.

3º "O tempo está passando, já estou ficando velha, e não quero 'ficar pra titia'."

 O tempo de Deus é perfeito, ou você decide crer ou se desespera eu gosto da seguinte frase "Só desespera quem não espera", no caso esperar em Deus, confiar nEle.

4º "Ah, enquanto não aparece a pessoa de Deus vou estar com essa outra...pois é muito difícil ficar sozinho(a)"

Isto é lascívia, obra da carne. Lembre-se que a carne é inimiga do espírito. O namoro não pode ser um fim em si mesmo. Se assim estiver, você apenas estará alimentando cada vez mais seus desejos carnais, e namorar para satisfazê-los, isto é, sem o propósito de agradar a Deus, vai ocorrer mais cedo ou mais tarde em pecado, além do mais vai ser perca de tempo. 

5º "Ele(a) é tão bonito(a)"


A beleza acaba, mas aí você me diz mas a 'feiura' aumenta! (rsrs) O exterior passa, mas o caráter é o que fica, antes de olhar a beleza, que também é relevante, olhe como esta pessoa adora, sua vida com Deus, seus sonhos, projetos. educação (como esta trata os pais) e o que ela fala, pois a boca fala do que está cheio o coração.
E assim vai...

Olha, não foi só com uma ou outra pessoa que conversei e estas estão feridas na alma por se relacionarem com alguém fora dos padrões de Deus. Muitas pessoas não confiam mais em ninguém por terem sido traídas, outras foram traumatizadas por abusos sofridos ou chantagens emocionais. Outro fato, em geral, é que uma pessoa que já possuiu muitos parceiros tem uma dificuldade maior de se relacionar com apenas uma pessoa  no futuro (pesquisas confirmam isso). Cada indivíduo que a pessoa se relaciona deixa marcas na sua vida, e quanto maior for a intimidade que possa ter tido entre o casal, maior são as marcas e feridas ou até mesmo laços de alma deixados na vida de ambos. Não se engane, o pecado deixa marcas, feridas, e só Deus pode sará-las. Pra que começar algo que você já sabe que o fim será triste? 

Como vimos acima, o namoro um dia acaba. Então quer terminar algo certo? Comece do jeito certo, à maneira de Deus. 

Então o que fazer?

Você quer ter um relacionamento que seja benção de Deus, edificante, baseado no amor, onde os pensamentos são puros, amáveis, de boa fama e virtuosos? (Fp4:8) Pois eu digo que quando o ser humano está fazendo a vontade do Criador, ele é como uma peça que se encaixa, ele é feliz, pois está sendo usado para aquilo que foi feito, esta pessoa finalmente se encontra na vida, no lugar certo, sente-se útil.

Então a resposta é: "Deleita-te no SENHOR e Ele concederá os desejos do seu coração." (Sl37:4, ARC).  E só para corroborar esta afirmação vou colocar este versículo em mais duas outras versões a TEB e a Bíblia de Jerusalém (BJ): Faze do SENHOR tuas delícias, ele dará o que o teu coração pedir (TEB); Põe tua alegria em Iahweh e ele realizará os desejos do teu coração (BJ)

Deleitar é ter prazer, ou seja tenha prazer em Deus.

Olha confie em Deus, os planos dEle são insondáveis, vão muito além de nossos pensamentos. Enquanto estamos com uma visão microscópica e limitada ao tempo. Ele tem uma visão macro, isto é infinitamente superior e vê o antes, o agora e o depois. Vale a pena esperar em Deus. 

Concluindo:

O ser humano foi feito para glorificar a Deus, e isto inclui o namoro, e este tem que glorificar a Deus,  e além do mais este pode ser uma benção e a Bíblia diz que a benção de Deus "enriquece e não acrescenta dores", ou seja, se este relacionamento está o afastando de Deus ele não está sendo benção na sua vida, porém conheço muitos testemunhos de relacionamentos edificantes onde o casal junto busca mais a Deus do que quando estes estavam solteiros. Então só decida namorar se este for acrescentar algo em sua vida, te abençoar.

Mas, estou solteiro e quero me casar com uma pessoa abençoada, o que fazer?
"Sê tu uma benção",  prepare-se para ser uma resposta de oração na vida de alguém, tenha sede por Deus, ame acima de tudo ao Senhor, ore, estude, trabalhe, comece a treinar em casa a conviver com outros, respeitando os pais, os irmãos e as irmãs, tratando-os com amor e carinho. Aprenda a compartilhar, não seja egoísta e assim vai... Muito se diz por aí, e, é verdade, "bom filho, bom marido"; "boa filha, boa esposa". Simples situações de casa já ajudam-nos a ser lapidados para evitar discussões futuras. 
O que uma pessoa que serve a Deus espera da pessoa que estará ao seu lado por toda a vida? Comece a pensar nisso, prepare-se e seja você esta resposta de oração.

E por fim, esteja disposto a obedecer a Deus, ainda que doa momentaneamente, obedecer é sempre o melhor a se fazer. Creia, o melhor de Deus ainda está por vir!

PS: Só pra desencargo de consciência, o namoro é uma fase de conhecimento mútuo, mas de conhecer o caráter do outro e não o corpo do outro... Ok? rs

E eu creio que um relacionamento saudável com o cônjuge é reflexo de um relacionamento fiel e sincero para com Deus.

Pensando sobre vida sentimental, duas coisas que são parecidas e ao mesmo tempo são totalmente distintas em sua essência, são o amor e a paixão. Então qual a diferença entre elas?

Estamos longe de  esgotar o assunto, mas sucintamente, colocarei uma citação e farei uma conclusão.

Segundo o Terapeuta Familiar Josué Gonçalves:

Para saber qual a diferença entre Amor e Paixão, basta fazer uma leitura cuidadosa de 1Co 13.1-8. Ao descrever sobre as características do verdadeiro amor, o apóstolo Paulo diz:

"O amor é paciente" - Sabe esperar, a paixão é sempre precipitada.
"O amor não arde em ciúmes" - Confia no companheiro(a). A paixão, os apaixonados são doentes de ciúmes.
"O amor não se conduz inconvenientemente" - Sabe se comportar respeitando princípios. A paixão fere princípios para satisfazer desejos muitas vezes fora de controle.
"O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba..." O amor, do qual Paulo fala, é o sentimento que vai amadurecendo com o passar do tempo. A Paixão é passageira e quando termina, quase sempre se transforma em ódio.
(Gonçalves, Josué. 101 Erros que os Namorados Não Podem Cometer. São Paulo: Mensagem para todos, 2002. p.81)

Há pessoas que vivem de paixões a paixões, seguem um enganoso coração, o qual é vacilante, características de pessoas instáveis, a paixão é  acompanhada de um sentimento de posse. Quem ama, não exige algo em troca, o amor não é egoísta, antes pensa no outro, e, o simples fato de ver a outra pessoa feliz já alegra o seu coração. E se quem ama pensa no outro, então este sendo cristão, ele quer vê-lo cumprindo a vontade de Deus. Entretanto a paixão exige exclusividade, é egoísta, "se não estiver comigo não quero que seja feliz com ninguém..." Enquanto isso o que ama, alegra-se com a felicidade do outro, independente de com quem esta está.

A paixão é puramente sentimental, o amor é essencialmente racional - porém associado a um puro sentimento indescritível. 

A paixão, geralmente tem um início avassalador e um final triste."O amor jamais acaba, não perece" (1Co 13.8), talvez por ele ser um dom de Deus, e por partir de uma decisão, ou seja, você decide amar aquela pessoa.

Eu concluiria dizendo que a Paixão é uma atração Física e o Amor é uma atração na Alma. (E essa é frase é minha, rs)

Obedecer é sempre o melhor caminho, o mandamento é amar, o meu desafio é amar, não só Àquela que o Senhor tem preparado, mas  também aqueles que possam não gostar de mim!



Por: Wellington Guimarães


Nenhum comentário:

Postar um comentário