quarta-feira, 12 de junho de 2013

Monogamia: Um Homem de Uma Só Mulher.


Tolkien escreveu: “A monogamia é para nós, homens, uma parte da ética revelada de acordo com a fé, e não de acordo com a carne”. Em outras palavras, Tolkien está querendo dizer que a nossa natureza corrompida diz que uma mulher não basta, mas a revelação divina diz que esse é propósito de Deus para os homens. Todos eles. Obviamente, não é isso que vemos em nosso mundo e, infelizmente, também não é isso que vemos em nossas igrejas. Estamos cansados de ver homens tratando mal as suas mulheres. Cansados de ver homens que abandonam a sua companheira leal e a troca por outra. Estamos cansados de homens que não levam a sério o chamado de Deus para suas vidas. Estamos cansados de homens que esquecem que devem amar as suas esposas, cuidar delas, protegê-las, suprir suas necessidades físicas, emocionais e espirituais.

O plano de Deus para nós, homens, é que sejamos homens de uma mulher só.  Gênesis 2:25 diz: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne” assim como concorda também 1 Tm 3:2 e Tt 1:6. Um homem e uma mulher juntos e tão juntos que cada um, livremente, dissesse que escolheu o outro de tal forma que agora já não mais existe a liberdade de escolher desistir. E o homem precisa ser o maior exemplo disso. Isso significa, de forma mais direta ainda, que homem deve escolher aquela que será sua esposa e se entregar totalmente ao seu grande dever-prazer que é ser um homem de uma
mulher só. Na prática, jovens homens, significa que seus olhos serão dela, seu coração baterá por ela, seu pensamento estará continuamente lembrando de que existe uma mulher encantadora à sua espera. Sua devoção, seu tempo, suas forças devem apontar para aquela que você chamará de amor. Por quê? Porque, segundo o propósito de Deus, depois de Jesus, a pessoa mais importante que um homem tem é a sua mulher.

Por favor, não pense que eu tirei isso da minha cabeça. Essas são verdades reveladas na Bíblia. Deus deseja que você ame sua esposa de forma incomparável. Numa época distante, Deus deu a seguinte revelação, quando um homem se casasse: “Durante um ano estará livre para ficar em casa e fazer feliz a mulher com quem se casou”, Dt 24:5. Provébios 5:19,20 fala da devoção, do prazer sexual e da firme resolução que o homem precisa ter para não se deixar levar por uma mulher que não presta. “Alegre-se com a esposa da sua juventude. Gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela. Por que, meu filho, ser desencaminhado pela mulher imoral? Por que abraçar o seio de uma leviana?”.

O texto de Provérbios é bem claro: primeiro, você deve alegrar-se com a sua mulher. Ou seja, mostrar para ela que você a ama, que você se importa e que sua atenção está nela. Por quê? Porque antes de tocar o corpo, o homem precisa tocar a mente e o coração. Segundo, desfrute dela e sempre se mantenha deslumbrado e satisfeito com corpo de sua esposa. Ec 9:9 diz: “desfrute a vida com a mulher a quem você ama”. Mas Deus ainda não deu seu golpe final. Esses textos já seriam suficientes para nós, mas Deus achou que faltava ainda um. Efésios 5:25-33 é passagem que todo homem deveria decorar e viver. Permita-me resumir para nós o que o texto fala: O marido tem que amar sua esposa, mas não com um amor qualquer, mas como Jesus amou a Igreja. E esse amor vai tornar a mulher da sua vida cada vez mais santa, mais feliz, mais confiante, mais amada, mais completa.

Fonte: Evangelho Urbano


Nenhum comentário:

Postar um comentário