terça-feira, 15 de abril de 2014

"Rolezinho do sexo" entre adolescente reúne 700 pessoas em parque de São Paulo. O Fundo do Poço.



Para
nossa tristeza e vergonha uma nova modalidade de rolezinho surgiu entre
os adolescentes e jovens: O rolezinho do sexo! (veja o vídeo abaixo)
Isso mesmo: a garotada “mata” aula e vai para o parque fumar maconha,
cheirar cola, e transar. Tudo devidamente combinado pelas redes sociais,
e com o conhecimento das autoridades. Para piorar a sitiuação, agentes
de saúde, vão ao locar distribuir preservativos, como se a pouca
vergonha fosse a coisa mais normal do mundo. 




Caro
leitor, bem sei que existem pessoas que não verão mal algum nesse tipo
de comportamento e que considerarão um absurdo alguém "tolir" a
liberdade dos adolescentes que querem fumar maconha e promover bacanais
em parques públicos.  




Ora, podem
me chamar de retrógrado, fundamentalista, eu todavia, ao contrário de
alguns, repudio veeementemente atitudes desde nipe, que sem sombra de
dúvidas aponta para a definitiva falência da sociedade brasileira. 




Lamentavelmente
nossos adolescentes e jovens vivenciam o mais baixo nível de degradação
moral, levando a cada um de sós a um estado de vergonha e ruborização. 




Pois é,
diante de tempos tão difíceis como os que vivemos torna-se indispensável
que a igreja evangélica se posicione audaciosamente contra a
promiscuidade que nos cerca. Como cristãos é indispensável que
entendamos que temos por missão anunciar aos doentes da alma e da mente a
maravilhosa noticia de que se é possível mudar de vida. Para tanto, é
absolutamente necessário que proclamemos o evangelho da salvação eterna,
o qual é tremendamente eficaz para libertar o ser humano de seus
dramas, dilemas e sofrimentos.  




Tenho plena
convicção de que como seguidores de Cristo, não devemos nos curvar
diante da imoralidade que tem destruído parte da sociedade brasileira.
Como discípulos do Senhor, temos por missão anunciar a esta geração,
Jesus, o qual é único capaz de satisfazer o vazio da alma transformando
gemidos em esperança, escravidão em liberdade, libertinagem e m
liberdade. 
 

Com lágrimas nos olhos! 

Por: Renato Vargens


Nenhum comentário:

Postar um comentário