sábado, 30 de abril de 2016

Que Tipo de Coroas Receberemos?


Coroa Incorruptível:

E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível... Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado” (1Co. 9. 25,27).

Essa coroa são para aqueles que vencem a carne e as suas paixões, para aqueles que lançam mão do arado sem olharem para traz, para aquelem que negam a se mesmo os seus interesses as suas visões etc. fazem tudo isso para realizarem a obra de Deus de acordo com a regras da competição ou seja de acordo com o mandamento do Senhor. Ele esta aqui vivendo com servo olhando para o alvo, olhando para Jesus o autor e consumador da nossa Fé, sempre visando as coisas que não se ver.

Coroa de Justiça:

"Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda " (2Tm. 4.8)

Essa “coroa da justiça” será dada Pelo Senhor Jesus a todos aqueles que amam a Sua vinda, somente para os crentes que anseiam sinceramente pela volta do Senhor.

É incrível o fato que as igrejas modernas falam tanto de poder espiritual, prosperidade material, visões, revelações, línguas estranhas, usando coreografias durante os cultos-shows, mas muito pouco, ou nada pregam da iminência do Arrebatamento. Infelizmente o evangelho entregue por noventa por cento das igrejas de hoje pregam e muitas vivem um evangelho espúrio, egocêntrico, visando a satisfação carnal, visando convencê-lo de que ele é um pequeno “deus” e não um servo indigno do amor de Deus, servo inútil, mesmo quando pensa que fez tudo que devia ter sido feito. Irmão em Cristo, não permita que ninguém lhe roube a coroa da justiça,  “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” (Ap. 3.11).

Coroa da Vida: 

“... Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida” (Ap. 2:10).

Essa coroa será dado para os Mártires  para aqueles que estão disposto a perder tudo e a dar a sua vida por causa de Cristo e do Evangelho.

Mas segundo Tiago ser fiel até a morte significa vencer as tentação.“Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam” (Tg. 1:12).

Quando resistimos às tentações, o Senhor Ver isso como um sacrifício."Rogo-vos pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus que é o vosso culto racional" (Rm. 12.1). "Ainda não resististe até o sangue combatendo contra o Pecado" (Hb. 12.4).

Por isso Ele nos dá a mesma coroa que Ele dá a um crente que sofre o martírio. Quem resiste às tentações está provando o seu amor por Jesus Cristo.

Coroa da Glória: 

“Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória” (1Pe. 5.1-4).

Essa coroa são para aqueles que cuidarem fielmente do rebanho do Senhor, levando eles a pastos verdejantes, protegendo-os dos ursos e dos lobos, dos ladrões e dos salteadores são para os pastores, missionário, pregadores e mestres, que exercem o papel da palavra, que sabem alimentar o rebanho e buscam o aperfeiçoamento dos santos. (vs. 1-3).  Que sabem “manejar bem a palavra da verdade” (2 Timóteo 2:15).

A coroa de Glória é também o galardão que será dada para as  pessoas que ganham almas para Cristo e exercem o discipulado. “Porque, qual é a nossa esperança, ou gozo, ou coroa de glória? Porventura não o sois vós também diante de nosso Senhor Jesus Cristo em sua vinda? Na verdade vós sois a nossa glória e gozo”.


Demos graças a Deus por todas as almas que já ganhamos para o Senhor, pois assim não chegaremos de mãos vazias diante do Tribunal de Cristo. 

Conclusão

Nós não fazemos a Obra de Deus para alcançarmos a salvação, por que nós já fomos justificados em Cristo. Nós realizamos o serviço cristão por amor aquEle que nos salvou, Jesus Cristo, e por amor ao próximo demonstrando isso querendo que os outros alcancem aquilo que nós alcançamos. E Mesmo tendo esses motivos para sermos fieis na Obra, podemos viver com a certeza que seremos Por Ele COROADOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário