terça-feira, 19 de maio de 2015

A Distinção de Deus.

A teologia cristã vê a criação incluindo tudo o que existe, (exceto o próprio Deus) como
resultado da palavra proferida por Deus.
A visão bíblica da criação inclui tanto a esfera física (objeto, animais e pessoas) quanto a esfera espiritual (anjos e demônios, e a alma eo Espírito das pessoas). Porém Deus é distinto delas.


1. A doutrina cristã da criação afirma que Deus não pode ser igualado ao Universo.

(Panteísmo) Deriva do termo grego relacionado à ideia de que "tudo é Deus". Trata-se da crença de que Deus e o universo são essencialmente a nesma coisa. Mas especificamente é o entendimento encontrado em certas religiões,  entre os quais o hinduísmo, de que há uma íntima associação entre o mundo e a realidade divina. Uma variação do panteísmo fala de Deus com  sendo a "alma" do universo, o qual por sua vez é o corpo de Deus.

1.1. Deus permanece completamente distinto do universo (Transcendência).
 Atributo de Deus de ser total e distintamente separado. da criação (embora também sempre enviado com ela). A declaração de que Deus é transcendente significa que Ele está acima do mundo e antecede a criação.


2. A doutrina cristã também afirma, que Deus não está ligado ao universo de forma inseparável

(Panenteísmo) Crença de que Deus inclui e permeia todo o universo,  de forma que tu existe em Deus. Ao contrário do panteísmo os penenteista declaram que o ser Deus é maior que o universo e não se limita a ele, os mesmo acreditam que Deus recebe influência do universo , assim o seu conhecimento pode mudar e aumentar, o que é um erro. Entretanto, ao mesmo tempo Deus também mantém sua integridade pessoal e sua completa realidade.

2.1.  Embora esteja intimamente enviado com ela (Imanência).
 Ideia de que Deus está presente, próximo e envolvido com a criação. Diferentemente do panteísmo, segundo o qual. Deus e o mundo são um, sendo Deus a alma (princípio animado) do mundo. A teologia cristã ensina que Deus está. constantemente envolvido com a criação, sem confundir-se , porém, com a criação nem deixar de ser divino.

Conclusão:

Se por um lado as religiões pagãs e a crendice popular confundem Deus como s coisas criadas, ou pelo menos acreditam que elementos e criaturas possuem um certo tom de dinvindade, ou um poder, ou acesso ao poder divino.
Por outro lado infelizmente o mesmo tem acontecido entre muitos cristãos, ainda que com uma outra roupagem, esses ditos cristãos estão dando a homens estatos e honras divinas e estão usando elementos como ponto de contato à  Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário