terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Jesus Cristo é o Filho do Homem

"Filho do Homem" foi a forma predileta de Jesus ao se
referir a si mesmo. Ele deve ter optado por este termo por não ser um título conhecido das pessoas e por não esta associado a idéias populares  como infelizmente passou a ser associada o nome messias


  • Jesus usou este título de forma genérica, quase como um termo substitutivo ao pronmome eu (Lc. 7.33,34; 9.58).


  • Usou o título para enfatizar que "era necessário que o Filho do Homem sofresse" (Mc. 8.31). A expressão "ser necessário" implica que seu sofrimento havia sido predito pelos profetas (Mc 9.12; 14.21,49).


  • Ele rreferiu a si mesmo com esse título, como aquele que exercia autoridade excepcional - autoridade esta delegada por Deus (Mc 2.10,28; 13.26; 14.26).

Jesus com Filho do Homem, seguiu o padrão estabelecido para "aalguém semelhante a um filho do homem (Dn 7.13). Ele possuía autoridade; sofreu na mãos de seus inimigos e foi vindicado e exaltado por Deus. 

Como filho do homem, conclamou seus discípulos a seguiram-no nesse mesmo padrão de vida. Eles como povo eleito de Deus não receberiam somente a autoridade Divina, mas deveriam também sofrer pelo seu nome e se manterem fiéis ao compromisso com Jesus.
 Para alguns teólologos Jesus parecia evitar o máximo o uso do termo messias, poucas vezes ele falou de si mesmo como sendo ele o messias que havia de vir, como no caso da Mulher samaritana. Por que? Devido a sua tendência política dada pelos judeus. O mesmo no entanto não acontecia com o título Filho do Homem. Aliás, esse parece ser o título que ele preferia usar a respeito de si próprio, só os escritores dos evangelhos sinóticos usaram-no mais de 65 vezes.








Nenhum comentário:

Postar um comentário